segunda-feira, 28 de maio de 2018

DISCURSO DE AGRADECIMENTO AO RECEBER O TÍTULO DE CIDADÃO NATALENSE NA CÂMARA DE VEREADORES DE NATAL-RN.



Minhas senhoras e meus senhores, desejo, nesta festiva oportunidade, registrar o meu profundo sentimento de alegria ao receber este valioso título de Cidadão Natalense, outorgado pela Câmara Municipal de Natal, por iniciativa do vereador Janilson de Paulo Rêgo, referendado por todos os membro desta egrégia Casa Legislativa.

Nasci na cidade de São José de Mipibu, em data de 6 de dezembro de 1950, filho de Arnaldo Barbalho Simonetti e de Cirene Barbalho Simonetti, e sempre reverenciei a minha origem com destacado orgulho, uma vez que recebi dos meus familiares lições de amor à terra-mãe e exemplos de responsável cidadania. 

A minha trajetória de vida foi idêntica a de todas as crianças nascidas no litoral do nordeste brasileiro, onde o mar e o clima ameno enchem de prazer e de euforia aos que tiveram a sorte de contemplar em noites claras, o céu estrelado de São José de Mipibu, Goianinha, Vila Flor, Canguaretama e a beleza inigualável da Praia da Pipa.

Somente essas circunstâncias bastariam para marcar a vida de um nordestino feliz. Entretanto, Deus, com a sua bendita Sabedoria, fez dividir as minhas origens com os encantos da cidade de Natal, na verdade o motivo maior da minha existência, onde cresci, estudei e concretizei todos os sentimentos de amor ao seu povo e as suas tradições.

Posso afirmar nesta solenidade, com a responsabilidade de estar falando na Casa do Povo, que Natal foi, é, e sempre será a minha cidadela, o meu canto-chã, e a glória do meu viver. Nas suas ruas pulsa o meu coração, onde encontrei sempre o entusiasmo da minha juventude. No seu solo plantei os meus amores e as minhas solidas raízes. Foi aqui nesta terra que construí as amizades mais afetivas. Em Natal encontrei o berço sacrossanto para construir uma família abençoada, fonte propulsora do meu viver.

Na cidade dos Reis Magos, escrevi alguns dos meus livros e aprendi que o amor existe e que os homens podem conviver com maior fraternidade.

Em boa hora a inspirada potiguar Teresa Peixoto D’Aguiar ao conceber o livro – Natal, o endereço da Felicidade... , descreve todo o seu deslumbramento sobre a nossa querida Cidade.
Indiscutivelmente minhas senhoras e meus senhores, o chão de Natal tem um cheiro diferente: exala paixão, confiança e ternura. Com certeza o galardão que hora passo a ostentar aumenta muito em muito a minha responsabilidade, o amor e a gratidão que tenho por esta cidade.

Agradeço em meu nome, em nome da minha esposa Geiza Galvão Simonetti, dos meus filhos Milena, Thiago e Priscilla e dos meus netos Arthur, Miguel, Isabella e Sophia estes momentos de muito júbilo para o meu espírito, que permanecera intactos durante o transcorrer de toda a minha existência e certamente permanecerão também no coração da minha família.

Agradeço finalmente a todas as pessoas que aqui compareceram o que valorizou em mito este acontecimento.
Este título senhoreara e senhores será sem dúvidas a minha segunda carteira de identidade.

Viva Natal! Salve a minha Cidadania!

Obrigado a todos.

Postar um comentário