sábado, 10 de fevereiro de 2018

Visita de Affonso Penna a Ceará-Mirim

Pedro Simões*

Affonso Penna, antes de assumir o cargo, resolveu tentar inovar a forma de como governaria. Visitou cada estado e município que se fosse possível visitar em um determinado período antes de sua posse para ver o que de fato cada um possuía, como era o local e sua respectiva situação. Seu objetivo era simples, criar um conhecimento maior, mesmo que superficial visto que sempre seria recebido por autoridades e festejos, sobre os estados governados. O futuro presidente foi acompanhado por uma grande quantidade de jornalistas, toda a viagem sendo noticiada meticulosamente por estes.




No Rio Grande do Norte, Affonso Penna visitou 5 cidades, sendo uma delas, Ceará-Mirim. A visitou no dia 13 de Junho de 1906 para inaugurar a estação de trem da cidade.
Sua passagem por Ceará-Mirim, também é citada por Julio Senna, em seu livro “Ceará Mirim: Exemplo Nacional 1938-1972”:

“Lembramo-nos, muito bem, da recepção feita ao Presidente da República, dr. Afonso Penna, quando, em 1907, foi inaugurar a estação da Estrada de Ferro Central...”

O jornalista mineiro Alvaro da Silveira, que acompanhou Affonso Penna, em seu livro “Viagem pelo Brasil” descreve a recepção do futuro presidente em Ceará-Mirim da seguinte maneira:

“Ao chegar de trem á cidade, extensa fila de cavalleiros vestidos de couro se achava postada em frente á estação; estavam estaticos como uma guarda de honra dada por soldados disciplinados de imponente cavallaria.”

O Diario do Natal, relata que ao chegar em Ceará-Mirim, por volta das 10:45, o presidente eleito foi recepcionado por uma “massa de povo enorme” e “autoridades e pessôas gradas do logar”. Depois de recepcionado, foi com sua comitiva para a casa do juiz de direito da comarca, dr. Augusto Bezerra, onde teve um almoço oferecido a ele. Após o almoço, Affonso Penna e sua comitiva visitaram alguns locais da cidade, como a escola pública e a Matriz. Permanecendo nesta última, pois, por volta das 13h teve uma vaquejada dedicada ao então presidente, “para ver como se pega gado nos nossos sertões”.

Álvaro da Silveira, em seu livro previamente citado, também fala da passagem do presidente pela Câmara Municipal antes de irem a Matriz. Sobre a vaquejada, fala que após visitarem a Câmara, seguiram para as proximidades de um curral que foi montado em uma das laterais da Matriz, onde ficaram em um palanque enfeitado de folhagens. Diz também que, após o término da vaquejada, os prêmios foram entregues por Affonso Penna na casa do juiz de direito da comarca.

Às 15h, tendo feito quase tudo o que estava em sua agenda, o dr. Affonso Penna partiu de volta para Natal, onde concluiria os itens restantes da sua programação e, posteriormente, partiria para o Fortaleza.








REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

- BORROMEU, J. Dr. Affonso Penna: Excursão ao Ceará-Mirim, Diario do Natal, Natal, p. 1, 16 de jun. 1906.
Dr. Affonso Penna. A Provincia, Natal, p. 1, 14 de jun. 1906.
- SENNA, J. G. de. Ceará Mirim: Exemplo Nacional 1938 -1972. Rio de Janeiro: PONGETTI, 1974. v. 2.
- SILVEIRA, A. A. da. Viagem pelo Brasil. Bello Horisonte: Imprensa Official do Estado de Minas, 1906.
Postar um comentário