sexta-feira, 16 de abril de 2010

OLHANDO ESTRELAS

Caro Ormuz,
sua crônica me levou de volta a uma realidade recente e por que não a passadas. Infelizmente cometi um equívoco. Inocentemente, fui a pedido de minhas jovens filhas, passar Semana Santa em uma pousada na querida Pipa, na rua principal, para que usufruissemos das suas belas e puras ofertas daquela praia e da própria pousada. Porém, coadunando com suas palavras, os hóspedes seguiram os exemplos dos inquilinos que você tão bem citou. Foi um terror... Bom seria se tivesse ido a Pau Leite, fazenda amada que tanto me revigora e a minha família, do meu amigão Dr. Genibaldo Barros, entre Serra do Dr. e Currais Novos. Um paraiso. Ali, com certeza, teríamos aproveitado as maravilhas da forma prazerosa como você aproveitou. Fiquei a ver estrelas, só que estrelas sem brilho e consistência. Se tivesse lhe escutado antes, não teria passado por tudo isso. Fiquei com "inveja" da sua Semana Santa, foi realmente uma bênção. Abraços,

Eduardo G R Bezerra
Natal/RN

Nenhum comentário: