sexta-feira, 18 de julho de 2008

O JORNAL DE HOJE - 18.07.2008

Diversão e ArteInternacional-->18/07/2008
Genealogia de Goianinha
Foto: Divulgação
Escritor Ormuz Barbalho Simonetti
O escritor Ormuz Barbalho Simonetti registra em seu livro os troncos familiares do municipio de Goianinha
Procurar a reconstrução de um passado, para conseguir salvar a memória histórica de uma comunidade. O escritor Ormuz Barbalho Simonetti, há três anos iniciou o levantamento de dados para a elaboração do livro "Genealogia - Dos Troncos familiares de Goianinha". "Foi um trabalho de difícil e complicada elaboração, mas de grande satisfação quando, finalmente, começaram a aparecer os primeiros resultados, como: ordenação de nomes, ligações pacientes e determinadas, para o salvamento de dados contidos em velhos manuscritos, documentos oficiais ou informações orais", lembra o autor. Segundo Ormuz, "No final de 2005, já contava com 800 fotos e muitas dificuldades para identificar as pessoas que estavam nas fotos, a idéia do livro inicialmente era apenas um registro fotográfico de 1928 até os dias de hoje. Mas, a curiosidade de descobrir todos que estavam presentes nas fotografias me levaram a realizar a Genealogia de Goianinha".O escritor destaca que além da importância história, essa iniciativa é uma oportunidade de homenagear os cidadãos goianinhenses que em vida tudo fizeram para levar bem longe o nome de sua cidade e que me ajudaram nessa caminhada fornecendo fotos e informações."Ao longo desse trabalho, aconteceram fatos curiosos, pessoas descobrindo suas origens em Goianinha, amigos de longas datas descobrindo que na realidade eram parentes, até, pessoas descobrindo fotografias que ninca tinha visto antes dentro de sua própria casa (muitas delas herdadas de parentes que já não estão entre nós)", lembra Ormuz.A detalhada pesquisa foi realizada através de velhos livros existentes no Arquivo da Cúria Metropolitana, na Biblioteca Pública Câmara Cascudo, na Biblioteca particular do jornalista Vicente Serejo e no Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte; percorrendo, também, as igrejas e os cemitérios de Goianinha, Canguaretama, Vila Flor, Barra do Cunhaú, além da Igreja dos Mórmons (grandes especialistas na arte de levantamentos genealógicos) e o mais importante, escutou mais de duas mil pessoas, que constitui a memória viva dos familiares de seus conterrâneos.O município de Goianinha teve seu auge com a produção açucareira, isso ainda nos idos dos 1600. E, ainda hoje, apesar da perdida hegemonia dos engenhos, ainda permanece seu legado histórico, cultural e etnológico. O escritor começouo levantamento de dados pelo casal Diogo Revoredo/ Ignácia Carneiro, e construiu os troncos familiares das oitos principais famílias goianienses: Revoredo, Grillo, Barbalho, Simonetti, Villa, Fagundes, Marinho, Lisboa.Com uma formatação minuciosa que permitiu um resultado exato da pesquisa que conseguiu constatar todos os troncos familiares daquele município, as descendências e ramificações, no Brasil e no exterior. "Consegui colocar nesse livro nomes de 12 mil pessoas, encontrei uma ramificação da família Barbalho em Belém do Pará, com 800 pessoas, uma delas é o ator global Lúcio de Barros Barbalho (Lúcio Mauro) que deverá estar presente na festa de lançamento do livro. Falamos longamente por telefone onde ele fez questão de lembrar da última vez que esteve em Goianinha. Aproveitei para convidá-lo para a festa de lançamento. Ele ficou agradecido pelo convite e disse que mesmo estando com uma peça de teatro em cartaz no Rio "Lúcio Mauro 80-30", virá dar um abraço em todos os parentes do Rio Grande do Norte e os que virão de Belém para a festa", afirma Ozmur.Na caminhada de elaboração desse livro o autor teve muitas alegrias como a honra de ter o prefácio assinado por Diógenes da Cunha Lima, Presidente da Academia Norte Riograndense de Letras e seis posfácios, que são dos amigos: Francisco Fernandes Marinho (escritor),Bartolomeu Correia de Melo ( escritor), Eider Furtado (advogado), Anna Maria Cascudo Barreto ( escritora e acadêmica), Enélio Lima Petrovich (Presidente do Instituto Histórico e Geográfico do RN) e Vicente Serejo (jornalista).O lançamento do livro "Genealogia dos Troncos Familiares de Goianinha/RN, será no dia 7 de agosto, no Boulevard e a entrada é franca. Nessa noite haverá a apresentação do Coral dos meninos carentes de Goianinha/RN juntamente com a orquestra de cordas. "Tenho certeza que será uma noite inesquecível, porque além de ser um lançamento de um livro, será uma grande encontro familiar e a oportunidade de conhecer muitos parentes inclusive pessoas de nosso relacionamento que de repente nunca se imáginou em possuir laços familiáres", diz o escritor.
Repórter: Redação

Um comentário:

Anônimo disse...

Gostaria muito de ter em mãos o livro" Genealogia de Goianinha". Onde compra-lo?