quinta-feira, 8 de março de 2018

Isabel Gondim / Dia das Mulheres

“Professora, resolveu se aposentar em 1891. Longeva, só foi falecer em 1933, com avançada idade e ninguém sabia quando tinha nascido. Omitia. Cascudo disse: é a mais antiga escritora da cidade. Foi ser professora em 1866 e dedicou a vida ao magistério e a escrita. 

Seu nome começa a aparecer já em 1861 na revista Recreio. O livro “Reflexões a minhas alunas” teve três edições, uma em 1874, outra em 1879 e a terceira em 1910. 

Quando os voluntários da Guerra do Paraguai vieram de volta, foi ela quem fez a saudação numa manhã de agosto de 1870. Dizem que foi em versos. Gostava de poesia e história. E até uniu os dois numa peça de teatro. O volume hoje está na coleção de obras raras do IHGRN, do qual foi a primeira mulher sócia.” 




Com esse pequeno trecho retirado do artigo do sócio e Diretor de Biblioteca, Arquivo e Museu, Gustavo Sobral, desejamos a todas as nossas leitoras prosperidade e resiliência em suas batalhas diárias, bem como a concretização de sua igualdade perante a sociedade ainda conservadora. 

Hoje o Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte, apesar de centenária, é fortalecida sob alicerces femininos. São 7 funcionárias, 24 sócias (3 delas à frente de nossa Diretoria), 2 bibliotecárias e 3 voluntárias.
Postar um comentário